fbpx

Por que implantar um processo de Gestão de Telecom na sua empresa?

Em um cenário de alta competitividade de mercado, uma gestão de custos austera, que objetiva a otimização da relação Custo X Benefício, deveria ser uma preocupação das empresas, e, num cenário de recessão econômica, onde as vendas diminuíram consideravelmente, as margem praticamente sumiram, a inflação alta combinada a alta do dólar, fizeram os custos das operações aumentarem a ponto de inviabilizar alguns negócios, neste sentido uma gestão de custos mais próxima e eficiente pode ser o fator decisivo para permanecer competindo.

Contratações de telefonia móvel, telefonia fixa, internet dedicada, VPN, MPLS, locação da central telefônica, prestador de serviços de manutenção da central, são apenas alguns dos custos envolvidos na linha de custos “Telecom” das empresas.

Sabendo da importância desta linha de custos no orçamento das empresas – em geral representa o 2o. ou 3o. maior custo – abaixo apenas dos custos com folha de pagamento e itens diretamente ligados a manufatura/operação.

“Uma gestão de custos mais próxima e eficiente pode ser o fator decisivo para permanecer competindo.”

[vc_row enable_first_overlay=”true” first_overlay_opacity=”25″ first_background_color=”#9fccf6″ css=”.vc_custom_1469066187294{border-radius: 10px !important;}”]

Quer implantar um processo de gestão de telecom na sua empresa? Fale conosco!

Telecom raramente é vitrine dentro da sua empresa, mas pode se tornar vidraça. A seguir listamos algumas motivações para implantar um processo de Gestão de Telecom:

  • Evitar perdas na operação e melhorar a produtividade em vendas, atendimento, logística, etc
  • Proteger a empresa de cobranças indesejadas das operadoras
  • Antecipar cenários tecnológicos que podem influenciar o negócio da empresa
  • Utilizar como case para implantação de Gestão de outros processos na empresa
  • Reduzir os riscos de ter problemas de atendimento a áreas clientes da empresa
  • Reduzir desperdícios, custos e tempo dos envolvidos no dia a dia da gestão.

Leia também:

0 comentários