fbpx

Quais as 10 prioridades das pequenas e médias empresas até 2020?

Os resultados de uma pesquisa realizada no primeiro semestre de 2016, pela AMI Partners – 2016 Brazil Small & Medium Business: ICT & Cloud Services Tracker Overview – a pedido da Intel Brasil, demonstraram algumas tendências interessantes para o mercado de TI para o intervalo de 2016 a 2020.

O investimento em TI feito pelas pequenas e médias empresas do Brasil deve sair de 48 bilhões de dólares para 63 bilhões de dólares até 2020. Tecnologias baseadas em nuvem e mobilidade devem crescer de entre de 3 a 7x mais rapidamente dos que em tecnologias tradicionais.

A pesquisa identificou que as principais necessidades das médias empresas são virtualização de servidores, segurança e prevenção de dados. Já as pequenas demandam uma maior velocidade de conexão, marketing através de mídias sociais e soluções em comunicação.[vc_single_image image=”4732″ img_size=”large”]

Em momentos de crise econômica, tal como vivemos atualmente, o investimento em serviços de tecnologia que tornem a operação mais ágil e eficiente, em curto e médio prazo, é fundamental para manter a empresa competitiva.

A pesquisa demonstrou que boa parte dos tomadores de decisão entrevistados também pensam assim, 48% das empresas médias e 30% das pequenas, consideram prioridade para os próximos 12 meses investir em tecnologias para a redução de custos e obter maior eficiência.

Para as empresas que já adotaram serviços de tecnologia, 49% das pequenas empresas e 62% das médias responderam que a economia nos custos operacionais é um dos fatores que estão levando as empresas a buscarem novas tecnologias.

[vc_single_image image=”4731″ img_size=”large”]

Um ponto que chamou muito a atenção – destacamos na imagem abaixo – foi a necessidade de reduzir gastos com custos e serviços indiretos, como viagens, suprimentos e comunicação. Mais de 53% das médias empresas tem como prioridade atuar neste ponto, sendo a sua preocupação principal.

Esta tem sido uma tendência e cada vez mais empresas buscam formas reduzir estes custos, principalmente com a contratação de empresas de Gestão de Telecom, ganhando assim excelência na gestão de custos de comunicações.

[vc_single_image image=”4733″ img_size=”large”]

Quando comparado o mercado brasileiro com o americano e canadense, chegou-se a dados bastante interessantes: cerca de 30% a 40% das pequenas e médias empresas dos EUA e Canadá ainda não começaram um processo de transição para a nuvem, enquanto no Brasil, esse número ainda está próximo dos 70%.
Apenas 3% das pequenas e médias empresas brasileiras atingiram um nível de migração total para a nuvem, enquanto nos EUA esse número é de 14%.

O ponto de maior preocupação apontado pela pesquisa para o aumento da adoção de soluções em nuvem é a segurança de informação.

A tendência é clara, as empresas investirão mais em nuvem e mobilidade, precisarão dedicar tempo e esforço das suas equipes para implantar e gerir esta mudança evolutiva, por este motivo delegar a gestão de custos como telecom se faz necessária para, além de liberar tempo e atenção da equipe, recursos para realizar estes investimentos.

Leia também:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *