fbpx

O desafio dos CIOs com o fenômeno do Shadow IT

Muito tem se falado sobre o Shadow IT, mas você sabe o que é isso?
Shadow IT é a utilização dentro da empresa de sistemas tecnológicos sem a aprovação explícita da organização.
Por exemplo: um aplicativo de organização de vendas utilizado por um vendedor no seu próprio smartphone, ou, um serviço de nuvem que a área financeira está usando por conta própria para guardar e compartilhar informações com fornecedores.

Essa é uma realidade. Se existe uma necessidade e já está disponível alguma ferramenta que resolva esta necessidade, ela será usada, com ou sem a autorização da empresa. Não é possível remar contra esta maré.

Mas como se adequar a este cenário?

Vamos ver alguns dados que exemplificam esta realidade.

O resultado da terceira pesquisa anual de CIOs realizado pelo grupo Logicalis junto a mais de 400 CIOs ao redor do mundo apresentou que, ao menos eventualmente, 90% dos líderes do setor de tecnologia (CIOs) são ignorados pelos usuários da empresa em relação às decisões de tecnologia.

 

Outros números que chamaram a atenção na pesquisa:

  • 51% dos CIOs da América Latina apontaram que são “muitas vezes”, “muito frequentemente” ou “a maior parte do tempo” ignorados nas tomadas de decisões relacionadas a compras de tecnologia;
  • 54% desses executivos indicaram que possuem influência sobre as decisões de TI (controlando mais de 50% das decisões);
  • Apenas 32% dos CIOs da América Latina declararam que gastam pelo menos 50% do seu tempo em planejamento estratégico;
  • Em 2013 estes mesmos executivos esperavam gastar 76% do seu tempo com estratégia;
  • 42% dos CIOs estão adotando um novo modelo de fornecimento interno de serviços, se envolvendo mais com o negócio, em uma tentativa de se manter relevante para os usuários e para a empresa.

O fato é que outras áreas vem ganhando força e espaço nas decisões de TI, o que vem exigindo dos CIOs um movimento de alinhamento estratégico para atender às necessidades dos colegas de outras áreas da organização.
Os CIOs estão buscando transformar o departamento de TI num fornecedor interno de serviços, gerenciando o portfólio de produtos, serviços e fornecedores e não a tecnologia em si, sendo assim capazes de responder rapidamente às demandas das áreas internas da empresa.
Importante comentar é que este movimento pode trazer riscos para a governança e segurança de TI da empresa, já nem todas as contratações são aderentes a tecnologia da empresa e/ou passaram pela análise técnica do TI, mas por se tratar de possibilidades tecnológicas que podem alavancar os negócios das empresa, não podem ser simplesmente bloqueadas, mas sim tratadas e absorvidas.

No seu departamento de TI existem processos que poderiam ser terceirizados para tomarem menos tempo da equipe? Alguma tecnologia caseira poderia ser substituída por outra externa que gere menos custo de manutenção e libere tempo da equipe? Você tem dedicado tempo do seu dia para interagir com outras áreas e entender as demandas para soluciona-las como um fornecedor interno de soluções?
Estas perguntas precisam ser respondidas constantemente.

Leia também:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *