fbpx

Nokia 3310 – O ícone está de volta

O Nokia 3310 está de volta, ou pelo menos estará em breve.

O icônico aparelho está prestes a renascer no final deste mês, quando a HMD, a empresa finlandesa que tem os direitos da marca Nokia, revelou uma nova versão do aparelho.

Apesar das maravilhas dos smartphones de hoje, com suas conexões de internet 4G, touchscreens e infinitas opções de aplicativos, o 3310 ainda mantém um lugar especial em muitos corações.

A Nokia vendeu mais de 100 milhões deles, e a um preço estimado de € 49, o equivalente a R$ 161, a nova versão poderia muito bem caracterizar como um segundo telefone popular. É por isso que ele detém um status de cultuado.

Vida útil da bateria

Hoje, a bateria dos smartphones duram um dia, no máximo, se você tiver sorte, mas o 3310 poderá durar mais de uma semana, em algumas circunstâncias. As quatro barras pretas no lado direito da tela estavam sempre ali (não havia pânico sobre porcentagens naquela época) e porque era o telefone mais popular do mundo, todos tinham um carregador.

E se o pior chegasse, você poderia trocar as baterias, emprestando de um amigo facilmente. Naturalmente, as baterias não eram avançadas naquela época, os telefones simplesmente não tinham telas coloridas ou Bluetooth, mas a conveniência do 3310 deve servir como um exemplo para os fabricantes atuais.

Indestrutível

Se você já teve uma tela despedaçada ou botão home preso, você sofreria ao lembrar dos dias em que seu velho Nokia caiu do topo de um prédio de três andares e sobreviveu intacto.

A capa de plástico do 3310 e seus botões, que poderiam ser removidos e substituídos criou uma resistência que significou o 3310 resistiu como um meme da internet muito depois que ele deixou as prateleiras.

Qualidade da chamada telefônica

O 3310 ajudou os telefones celulares a serem mais do que apenas telefones, mas isso não significava que também não era ótimo para fazer chamadas.

Esta não é uma tarefa fácil, como a Apple descobriu em 2010, quando o iPhone 4 (que tinha problemas de antena) significou perdas de chamadas no novo dispositivo.
De fato, muitos smartphones de metal e vidro têm qualidade de sinal inferior que os telefines de plástico de outrora.

Estilo

Quando Keanu Reeves deslizava pela capa do 8110 em Matrix, por volta dos anos 90, o 3310 inaugurou a era do telefone candybar: desajeitado, grosso e sem antena externa (Que o seu antecessor, o 3210, possuía).

Embora os celulares tenham sido um acessório yuppie nos anos 80 e mostrou que você ela alguém que fazia muitos negócios na década de 90, eles se tornaram um acessório de moda na década de 2000. O 3310 era mais conhecido pela sua cor azul marinho mas veio em uma variadade de cores e possibilidades infinitas personalização.

Esperto para o seu tempo

O 3310 era mudo pelos padrões de hoje, mas em comparação com alguns concorrentes era um supercomputador. Ele tinha um cronômetro, despertador e calculadora, e foi capaz de enviar mensagens de texto com mais de 140 caracteres.

E enquanto o Game Boy tinha sido em torno de mais de uma década, o 3310 significava que os jogos estavam disponíveis instantaneamente. De longe o mais famoso foi Snake II, que não precisa de introdução. Embora tenha sido recriado na tela sensível ao toque, não há substituto para usar o mecânico 2, 4, 6 e 8 para se mover em torno de uma serpente de baixa resolução.

Especificações

Ele estará disponível nas cores azul, vermelha, cinza e amarela e será significativamente mais fino 12,8mm 22 mm de espessura do anterior.

A tela terá 2,4 polegadas e resolução de 320×240 pixels. A interface será a do Nokia Series 30+, sistema operacional para feature phones que já vem com o joguinho Snake e até um player de música, mas se quiser colocar músicas nele, terá de comprar um microSD, já que ele só vem com 16 MB de memória interna.

Ele vai possuir conexão Bluetooth 3.0, câmera traseira de 2 megapixels com flash LED e uma bateria de lítio de 1.200 mAh, que dura nada menos que 31 dias em stand-by, 22 horas em conversação e 51 horas em reprodução de música. Ele suportará apenas conexões 2G.

Leia também:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *